A importância da leitura na educação infantil

Atualizado: 17 de Set de 2018

Para alguém se interessar por livros na vida adulta, é fundamental que a palavra escrita esteja ao seu alcance desde cedo. Estimular a leitura dentro do berçário, com bebês que ainda nem aprenderam a falar, pode ser o caminho mais curto para a formação de um futuro leitor.



Manuseando um livro, eles são capazes de identificar a existência da grafia e passam a estabelecer uma relação direta com a linguagem escrita. Pouco importa se a criança ainda não aprendeu a ler ou se o exemplar em questão é feito de papel, plástico ou tecido.


O ato de ler para crianças pequenas e bebês reforça vínculos, estimula a criatividade, desenvolve a linguagem e fortalece os fundamentos necessários para o processo posterior de alfabetização, que se dará quando a criança ingressar na educação fundamental.




Os primeiros contatos das crianças com as letras podem se dar ainda na gestação, com as gestantes lendo para suas “barrigas”. Depois do nascimento, a leitura deve acontecer de modo natural – a hora de dormir costuma ser um ótimo horário para o exercício, mas outros momentos do dia oferecem boas oportunidades também. A partir dos três anos, as crianças são capazes de entender a diferença entre o que é real e o que é fantasia e conseguem, ainda, aprender informações das histórias para usar em sua vida cotidiana.



Estudos comprovam que mesmo que as crianças não consigam se lembrar das histórias que escutaram enquanto bebês, seu cérebro será impactado positivamente e de maneira duradoura, desenvolvendo um vocabulário mais amplo e uma maior facilidade para compreender a leitura quando estiverem alfabetizadas.


O compartilhamento de histórias pode influenciar não apenas na educação das crianças, mas também em seu comportamento e desenvolvimento emocional.


Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostrou que crianças que conheciam mais palavras aos dois anos de idade estavam melhor preparadas, tanto no âmbito acadêmico quanto comportamental, quando chegaram à pré-escola.

Na Educação Infantil, o hábito de contar histórias para crianças desde a tenra idade ocupa um papel de destaque nas ações educativas, e deve ser visto como uma estratégia pedagógica importante para a promoção da leitura e do desenvolvimento infantil.



É importante destacar que um componente essencial da leitura é a interação entre adulto e criança e que, por isso, a leitura traz mais benefícios do que deixar os pequenos assistindo a uma história em vídeo, por exemplo. Na foto ao lado, momento da contação de histórias no berçário. Na Escola Pé de Feijão, a hora do conto faz parte da rotina das crianças. É um momento de grande alegria para os pequeis, que participam apontando,


Ainda que alguns programas possam oferecer conteúdo educativo, nenhum deles poderá substituir o impacto positivo causado pela leitura em voz alta realizada por um adulto.


A leitura para crianças na Primeira Infância é tão importante, que virou uma recomendação médica. Entidades pediátricas, incluindo a Associação Americana de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Pediatria realizam campanhas para que os pediatras aproveitem as consultas de rotina para estimular a leitura entre pais e filhos.


#HoraDoConto #LiteraturaInfantil #LeituraParaBebes #LivrosNaEducacaoInfantil

0 comentário